Skip to content

Glee

julho 9, 2010

            Um grupo de nerds, rejeitados e tachados de losers em seu colégio e que, além disso, fazem parte do clube do coral. Um professor, razoavalmente good looking, o qual conta com uma cantora e tanto em seu clube, mas não conta com uma voz masculina que a acompanhe.

Isso pra vc parece um roteiro de sucesso?

Verdade seja dita, acho que não parece para ninguém, mas a verdade foi que desta vez a Fox acertou em cheio e Glee foi o maior (e melhor, na opinião deste blogueiro) lançamento desta temporada.

A fórmula de sucesso desta vez não é tão simples, mas vamos tentar observar o que acontece neste fenômeno de sucesso nos EUA e em todo o globo.

Primeiramente, um grupo extremamente talentoso e carismático de cantores/atores e que às vezes fazem até vias de dançarinos e que possuem como maior diferencial a diversidade: a gordinha, a cheerleader, o quarterback, o gay, o cadeirante, a judia, os asiáticos e por aí vai.

Toda essa diversidade torna praticamente impossível que cada um de nós, não se identifique com ao menos um dos personagens em algum momento de nossas vidas, ou até mesmo com a mescla de cada um deles.

O contexto também não poderia ser melhor: o colegial! Uma fase na qual os jovens buscam auto-afirmação e estão formando suas opiniões é um cenário que permite mudanças constantes (troca de casais), erros (a adolescente grávida) e a muitos de nós, remete aos melhores anos de nossas vidas.

A seleção musical obviamente também não poderia ficar de fora, afinal é o grande diferencial desta série vs. outros seriados adolescentes. Neste ponto, os produtores acertam ao trabalharem uma série de músicas já consagradas, porém rearranjadas para as vozes de seus protagonistas.

Para que vcs já possam ir curtindo, segue um vídeo da apresentação final da primeira temporada dessa turma boa de palco:

Devemos ressaltar também a trama das personagens, que apesar de não ser o ponto forte da série, faz com que a mesma não se torne apenas um musical desconexo, sem objetivo ou história. Aqui, a série cumpre o básico, mas não chega a fazer feio.

Por fim, aquele que considero o ponto mais importante: os sentimentos transmitidos pelos personagens por meio das canções. Sem dúvida, a maneira como cada ator, consegue transformar as músicas em parte da trama e trazer sentimentos para elas, faz de Glee uma série diferenciada.

Se vc ainda não assistiu, busque assistir um episódio inteiro e vc vai entender o que eu quero dizer.

E para fechar não podia ser diferente, música! Lea Michele e Matthew Morrison na apresentação do Tony Awards 2010, o principal prêmio para musicais da Broadway.

 Bjs e Abs,

P.

Ps: só pra provar a força dessa meninada, ficam aqui alguns números impressionantes que a série abocanhou já em sua primeira temporada: 4 indicações para o Globo de Ouro e 19 (sim, vc leu certo) indicações para o Emmy. Segura a mulecada!

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: