Skip to content

Berlim em 3 dias

junho 6, 2013

Já faz um bom tempo que estou com vontade de reativar o blog, mas ainda não tinha tomado coragem para tal.

Alguns dias atrás, duas amigas minhas que estão indo viajar para lugares que já fui vieram me pedir dicas sobre esses locais e eu acabei escrevendo bastante e achei que podia ser um bom gancho para voltar. Espero que tenha ficado legal e que vocês curtam o roteiro.

Localização

 

Não sei se vc vai ficar na casa de alguém lá, mas caso não tenta ficar em algum lugar próximo a Alexanderplatz. A praça fica bem no meio da cidade e é apesar de não ser a mais bonita de lá, tem o melhor custo benefício pelo o que pude ver e tb conversar com amigos.

Lugares para visitar

Eu fiquei 3 dias e 3 noites por lá e pelo o que vc me contou, deve ser mais ou menos o que vc vai ficar tb, né? Isso é bom, porque eu fui escolhendo os lugares pensando nesse tempo pra priorizar o que era mais legal etc. Eu não sei se vc gosta de sair super planejada ou não, mas na dúvida, vou passar as coisas separadas por dia, colocando as que são próximas perto umas das outras.

1o dia

– Alexanderplatz: vale a pena dar uma voltinha na praça. Tem uma fonte bonita, umas lojas e é um dos lugares que vc vai ver mais gente na cidade (no geral tudo é bem vazio por lá) e tb não deve demorar muito tempo;

– Fernsehen Turm (TV Tower): essa torre fica bem no centro da Alexander Platz e além de ser super bonita, é um ponto extremamente icônico da cidade por ser o local mais alto da cidade. Você pode (E DEVE!) pagar para subir, afinal nunca se dispensa uma bela vista. Porém, antes de subir vc tem que decidir duas coisas: primeiro se vc quer ver a vista à noite ou de manhã. Eu vi à noite e achei super bonita, mas acho que durante o dia deve ser ainda melhor; e o segundo ponto é se vc vai querer almoçar no restaurante giratório que fica lá em cima. O restaurante até que não é tão caro e a comida é muito boa (dica: ravioli ao pesto). A única coisa que vc tem que decidir ir no restaurante é bom fazer reserva pra garantir mesa.

– Muro de Berlin: a verdade é que vc verá pedaços do muro ou marcações de onde o muro passava em vários locais da cidade, mas existe uma parte específica, onde ainda existe uma parte maior do muro e lá estão aqueles grafites bacanas que a galera tira foto. Essa parte fica às margens do Rio Spree no lado da Alemanha Oriental e também é conhecida como East Side Gallery. Para chegar lá, a estação de metrô mais próxima é a Warschauer Strasse. Vale ressaltar que esse local é mais afastadinho do centro, mas vale a pena ir, especialmente se pegar um pôr do sol legal!

Image

Image

2o dia

– Portão de Brandenburgo (Brandenburg Tor): o portão é lindo e foi construído para ser a porta de entrada da cidade. Aqui é jogo rápido: olhadinha no portão + foto. Vale a pena começar um dos dias por ele, porque dali é fácil chegar em vários outros pontos;

– Memorial do Holocausto: a menos de 5 min de caminhada do Portão, esse memorial é simplesmente incrível! Todas as “peças” do memorial são de tamanhos e alturas diferentes e conforme você caminha pra dentro dele vai ver que o próprio piso fica torto em vários pontos. A idéia é dar uma constante sensação de desconforto para quem está lá;

– Reichtag (Parlamento Alemão): também fica a 5 min de caminhada do Portão, mas para o outro lado. O prédio é lindo e já vale várias fotos do lado de fora. Lá dentro, vc sobe direto para a cúpula que é linda e vai subindo numa rampa em espiral junto com um aúdio guia (grátis) que vai te contando o que vc está vendo, além de um pouco da história. Importante: precisa fazer reserva de horário para entrar e precisa levar o passaporte!

Image

3o dia

– Berliner Dom: a catedral da cidade é simplesmente maravilhosa. Sinceramente, na parte interna ela foi a que achei mais bonita na Europa! A visita até que é demoradinha (pouco mais de 1hr, eu acho), porque tem bastante coisa pra ver, sendo que tudo vale a bastante a pena. Uma coisa muita legal é que essa foi igreja foi bem destruída durante a guerra e a reconstrução só ficou pronta a uns 20 ou 30 anos, se não me engano.

– Museumsinsel (Ilha dos Museus): fica ao lado da Catedral. Lá você encontra uma meia dúzia de diferentes museus e a verdade é que vai do gosto de cada um. Como nós não tínhamos muito tempo, eu escolhi o Altes Museum, que é o maior museu do mundo de arte antiga (Grécia e Roma) principalmente e até que achei legal, apesar de não ter sido espetacular. As outras opções interessantes que eu me lembro eram um museu de história egípcia (que eu acabei não indo por conta do British) e um de história alemã.

– Check Point Charle: lá dos museus, você provavelmente vai precisar pegar um metrô pra chegar, mas não é muito longe não. Esse local era um antigo posto de passagem de um lado para o outro do muro. Na época, a Alemanha Ocidental estava divida em 3 setores: britânico, americano e francês; e esse era o posto americano. Lá você pode até mesmo carimbar o seu passaporte com o carimbo da antiga União Soviética e da Alemanha Oriental. Coisa boba e de turista, eu sei, mas fazer o que né? rs. Ali nas redondezas também tem pedaços do muro e algumas galerias a céu aberto que mostraram um pouco mais da história. Vale e muito a visita!

Image

Se sobrar tempo…

– Igreja da Memória: essa igreja teve a torre principal parcialmente arrancada durante a guerra, porém foi decidido que para os alemães nunca esquecerem do que a guerra trouxe, a igreja continuaria daquela forma e assim está até hoje. Quando eu fui, infelizmente estava fechada para reforma, mas se estiver aberta, acho um lugar legal de visitar;

– Zoológico de Berlin: pode parecer besta e piegas, mas eles são conhecidos por serem um dos 10 maiores zoos do mundo e com vários animais raros, tipos ursos polares (Knut in memorian, lembra?) e outros. Nós passamos metade de um dia e como eu tava num espírito bem de criança, achei o máximo, rs. Além do Zoo, se vcs estiverem na pegada tem também o Aquário que fica ao lado. Ah, vale lembrar que a Igreja da Memória fica a 5 a 10 min caminhando.

Para sair à noite

– Biergarten: é um pub que fica numa galeria dentro da Alexanderplatz. Tem uma cerveja da casa muito boa é um lugar ótima para comer algumas das salsichas tradicionais alemãs. As que eu mais gostei foram a Currywurst (salsicha de cor tradicional com molho a base de curry) e a Weiswurst (uma salsicha branca que normalmente acompanha salada de batata);

– Weekend: balada com música eletrônica à noite toda e com um ambiente bem legal. Ela fica no 12o andar de um prédio ao lado da Alexanderplatz, o que já garante um visual animal. Vale a pena ir no máximo um dia.

– Club Der Visionare: acabei não conseguindo ir nesse, mas ele parece bem legal. O lugar é aberto e parece que o negócio lá começa a tarde e vai noite a dentro.

Lembrem-se que fiz essa viagem em Abril e que dependendo da época do ano, os horários podem mudar. Pra finalizar, seque uma pequena surpresinha que tive ao virar em uma esquina qualquer no lado oriental de Berlin.

Image

Aquele abraço,

P.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: